Qual é a causa de problemas nos túbulos renais?

Qual é a causa de problemas nos túbulos renais?

Nesse artigo, irei abordar sobre a causa de problemas nos túbulos renais, segundo a Germânica Heilkunde.

Os rins filtram e limpam o sangue. Eles também mantêm o equilíbrio de água, eletrólitos do corpo (como sódio, potássio, bicarbonato e cloreto) e nutrientes no sangue.

Os túbulos renais são uma série de tubos que começam após a cápsula de Bowman e terminam na coleta dos ductos, caracterizados pela capacidade de reabsorção e excreção (absorver e expulsar parte da água).

Quais são os sintomas de problemas nos túbulos renais? 

 Os sinais e sintomas de problemas nos túbulos renais podem incluir:

  • Náusea;
  • Vômito;
  • Perda de apetite;
  • Fadiga e fraqueza;
  • Problemas de sono;
  • Mudanças na quantidade de urina;
  • Diminuição da nitidez mental;
  • Espasmos e cãibras musculares;
  • Inchaço dos pés e tornozelos;
  • Dor no peito, se o líquido se acumular ao redor do revestimento do coração;
  • Falta de ar, se o líquido se acumular nos pulmões;
  • Pressão alta (hipertensão) difícil de controlar.

>>>Baixe ebook gratuito: A medicina germânica e seu poder de cura

Causas e conflitos biológicos relacionados aos túbulos renais

Qual é a causa de problemas nos túbulos renais?

 

O conflito biológico ligado aos túbulos renais é compreendido dentro do contexto da evolução. Quando um peixe é levado para a terra, ele é imediatamente jogado em uma situação de “correr o risco de morrer” (privação de água), onde sua própria existência é ameaçada, pois está fora de seu ambiente.

Esse tipo de sofrimento também diz respeito à vida humana, porque a água é o lar primordial de todos os organismos vivos. Nós, seres humanos, experimentamos o conflito de “nos sentirmos como um peixe fora d’água” quando inesperadamente somos “expulsos” de nosso meio familiar.

Os túbulos renais dentro da Germânica Heilkunde, estão ligados a um conflito de abandono, conflito de existência ou conflito de refugiados.

Conflito de abandono

As crianças sofrem o conflito de abandono quando são colocadas em uma creche, por exemplo, se sentem excluídas de um grupo (em casa, no recreio, no jardim de infância ou na escola).

Quando os pais não passam tempo suficiente com as crianças, quando nasce um novo irmão que recebe mais atenção, quando um avô morre ou quando um membro da família se retira de sua vida.

Os recém-nascidos são igualmente vulneráveis. Assim, ser tirado da mãe ao nascer por um algum motivo pode causar um grave conflito de abandono.

O mesmo pode ser dito sobre os idosos que acabam em instalações de enfermagem, longe de casa e da família.

Conflito de existência

Um conflito de existência está relacionado a um medo de risco de morte. Esse medo geralmente ocorre após um diagnóstico de câncer ou prognóstico negativo associado ao sentimento “minha vida está em risco”.

Esperar em uma sala de emergência, estar em uma ambulância e ter que ser hospitalizado também evoca conflitos de existência e abandono.  O medo de ter que ir ao hospital já pode ativar o conflito.

Um conflito de existência também se relaciona com o meio de vida. O sentimento por trás do conflito “eu perdi tudo”. Pode ser a perda de um local de trabalho, perdas financeiras, perda de uma casa ou a perda de uma pessoa que forneceu segurança econômica ou emocionalmente.

Conflito de refugiados

Um conflito de refugiados está relacionado a experimentar um sentimento de exílio, por exemplo, devido a uma transferência ou mudança inesperada (mudança de bairro, mudança de escola) ou sendo forçado a fugir de sua casa ou do país.

Viajar para longe da família ou de um ente querido pode provocar o conflito.

Os viajantes são particularmente propensos a sofrer conflitos de refugiados. Da mesma forma, sentir-se desconfortável em um avião (medo de voar) pode desencadear um conflito de existência.

Na fase de conflito ativo, o organismo não apenas retém a água, mas também substâncias úricas, como ácido úrico, ureia e creatinina.

Portanto, esses níveis aumentam proporcionalmente ao grau de atividade de conflito e ao número de túbulos renais afetados.

Para que ocorra a cura é vital que o paciente se sinta seguro, protegido e apoiado, estando livre do medo.

Conclusão

Espero que você tenha entendido as causas e os conflitos relacionados aos problemas nos túbulos renais.

Achou útil o artigo? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Nova Medicina Germânica.

Quer ter um maior conhecimento da Germânica Heilkunde? Participe da nossa próxima turma Germânica Heilkunde Formação Online.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

Summary
Qual é a causa de problemas nos túbulos renais?
Article Name
Qual é a causa de problemas nos túbulos renais?
Description
Nesse artigo, irei abordar sobre a causa de problemas nos túbulos renais, segundo a Germânica Heilkunde. Os rins filtram e limpam o sangue. Eles também mantêm o equilíbrio de água, eletrólitos do corpo (como sódio, potássio, bicarbonato e cloreto) e nutrientes no sangue.
Author
Publisher Name
Marina Bernardi - Germânica Heilkunde
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

  • Sobre a música curativa de Dr Hamer 😍
  • Como surge o câncer: visão da Germânica Heilkunde ⠀ A pesquisa de Dr. Hamer sobre o câncer começou oficialmente no hospital universitário em Munique, onde ele foi chefe internista na clínica de câncer. ⠀ Nesse hospital, ele foi capaz de entrevistar todos os pacientes com câncer e descobriu que todos eles tiveram eventos dramáticos muito semelhantes em suas vidas antes do diagnóstico de sua doença. ⠀ Foi quando ele descobriu que esses tipos específicos de conflitos criavam tipos específicos de câncer no corpo. ⠀ Um conflito biológico é diferente de um conflito psicológico, sendo uma resposta primordial a um acontecimento na vida de um indivíduo que o pega totalmente de surpresa. ⠀ Ele descobriu a Primeira Lei Biológica, "A Regra de Ferro do Câncer", como ele mesmo nomeou, que envolve o impacto imediato de um evento inesperado na psique, cérebro e órgão de forma simultânea. ⠀ Com isso, verificamos que o câncer é uma resposta do nosso corpo perante a algo que aconteceu de inesperado em nossa vida, cada órgão tem relação com um conflito específico. ⠀ 👉Compartilhe esse conhecimento com seus amigos e pacientes!
  • 4 meses❤ 4 meses que você se tornou nossa prioridade @mauromequelussi

Siga-me!!!