O que é incontinência urinária?

A incontinência urinária é um problema do controle da bexiga e do esfíncter, ou seja, é o vazamento descontrolado de urina.

Isso pode acontecer com qualquer pessoa, mas se torna mais comum com o avanço da idade. Esse é um problema que afeta duas vezes mais mulheres do que homens.

Em certos casos, a pessoa pode esvaziar completamente o conteúdo da bexiga. Em outros casos, pode ocorrer apenas um pequeno vazamento.

Qual é a causa da incontinência urinária segundo a Medicina Germânica Heilkunde?

Qual é a causa da incontinência urinária? Pela Medicina Germânica Heilkunde

De acordo com a medicina tradicional, a incontinência urinária ocorre devido ao enfraquecimento dos músculos que sustentam a bexiga com o avanço da idade, causando o vazamento descontrolado de urina.

Mas segundo a Medicina Germânica Heilkunde, esse problema começa quando um “conflito biológico de marcação de território ou de não ser capaz de tomar uma posição” inicia uma resposta de adaptação de emergência projetada para ajudar um indivíduo durante esses momentos.

De acordo com pesquisas de Dr.Hamer, aquilo que chamamos de doença se origina através de conflitos biológicos (eventos traumáticos e inesperados). Nesse caso, o conflito envolve:

  • Ser incapaz de demarcar seus limites ou seu território;
  • Ser incapaz de se posicionar em uma situação;
  • Eles podem vivenciar essa situação como um conflito biológico da musculatura da bexiga.

Assista o vídeo sobre incontinência urinária segundo a Medicina Germânica Heilkunde:

Fase ativa do conflito

A incontinência urinária é um sintoma ativo de conflito, indicando que um conflito marcante ainda não foi resolvido (conflito suspenso).

Dependendo da intensidade do conflito, a condição pode variar de vazamento leve (especialmente ao espirrar, tossir ou rir) até se molhar de maneira incontrolável.

Ocorrendo a ulceração ou perda celular da musculatura estriada da parede da bexiga e um relaxamento do esfíncter vesical para demarcar seu território com maior eficácia.

Fase de cura

O esfíncter externo da bexiga fecha e a musculatura da bexiga é restaurada. Se as bactérias ajudarem no processo de cicatrização, isso causa uma “infecção bacteriana da bexiga” com espasmos dolorosos durante a crise epileptoide.

No final da fase de cicatrização, a musculatura da bexiga está mais forte do que antes, que é justamente o propósito biológico.

Enurese noturna

A enurese noturna refere-se à eliminação não intencional de urina durante o sono. A micção involuntária ocorre durante a crise epileptoide, que normalmente ocorre à noite, ou seja, na vagotonia.

Com o breve estresse simpaticotônico, o esfíncter da bexiga se abre causando a eliminação de urina.

A enurese recorrente ou crônica indica que a pessoa, geralmente as crianças, tem recaídas contínuas de conflitos seguidas pelo “acidente noturno”.

Um esvaziamento completo da bexiga pode acontecer no curso de qualquer crise epileptoide, por exemplo, durante uma crise epiléptica.

Como resolver a incontinência urinária?

Quando o indivíduo puder resolver o conflito biológico e solucionar seus problemas, tudo voltará ao normal.

Os trilhos são estímulos conscientes e subconscientes que reabrirão o conflito biológico original. No momento do choque do conflito biológico, a psique está totalmente aberta e processando bilhões de bits de informação.

O que precisamos entender pela Medicina Germânica Heilkunde é que no momento em que uma pessoa pode ter experimentado um choque, a psique realmente registrará quaisquer estímulos que estavam no ambiente quando o choque ocorreu.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre incontinência urinária segundo a Medicina Germânica Heilkunde.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Medicina Germânica Heilkunde.

>>> Baixe Ebook Gratuito: Medicina Germânica e seu poder de cura.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.