O que é um DHS na Nova Medicina Germânica?

O que é um DHS na Nova Medicina Germânica?

O DHS ou Síndrome de Dirk Hamer

Após você ter compreendido o conceito de Nova Medicina Germânica e a história de Dr. Hamer. Nesse artigo, pretendemos esclarecer o que é um DHS na Nova Medicina Germânica.

O DHS (Síndrome de Dirk Hamer) pode ser caracterizado como a sigla amorosa que Dr. Hamer estabeleceu para definir o choque inicial que catalisa o que chamamos de doenças, ou também bem como as mudanças funcionais.

Síndrome de Dirk Hamer também pode ser definido como um conflito biológico ou choque biológico.

DHS e a cegueira

Um exemplo de DHS pode ser verificado pela história de Ray Charles. O cantor ficou cego aos 7 anos, logo após testemunhar a morte acidental de seu irmão mais novo.

 Sua história foi contada no filme “Ray” (A Vida de Ray Charles), interpretado por Jamie Foxx, que descreve de forma eloquentemente o jovem Ray Charles experimentando um DHS.

O DHS na maioria das vezes é um evento tão chocante na sua angústia que a mente consciente não pode processá-lo. A doença ocorre na forma de uma resposta de adaptação compensatória, sendo que para nos ajudar a sobreviver nesse momento de conflito, a natureza intercede tirando o sofrimento da psique e transferindo-o para o corpo físico.

As causas da cegueira podem ser variadas, mas ao lidar com o conflito biológico, estamos mais freqüentemente observando fases de cicatrização que têm sido crônicas por anos, ou seja, recaída dentro e fora da atividade de conflito.

Veja o exemplo de DHS: assista do minuto 1:32 a 2:50.

Doenças de visão e seus conflitos

Cataratas

Através da pesquisa do Dr. Hamer, podemos compreender que as cataratas são a expressão da fase de cura de uma severa separação visual perante um ente querido. Se a lente direita ou esquerda está envolvida vai se relacionar com a relação em jogo (mãe, filho ou parceiro). Isso é chamado de lateralidade na Nova Medicina Germânica.

Degeneração macular

É o conflito biológico de longa data em relação a um medo ou perigo.

Glaucoma

O glaucoma é um perigo ou medo em relação a alguém  “um predador”.

Conclusão

Esperamos que você tenha entendido o que é um DHS na Nova Medicina Germânica e os conflitos biológicos relacionados a cegueira.

 

Gostou do artigo? Compartilhe com outros profissionais da saúde ou com um amigo querido que poderá ajudar.

Conheça ainda mais a Germânica Heilkunde através do nosso ebook:

Nova-medicina-germanica-pdf

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

 

2 Comentários

  1. Marilene Almeidapereira

    Muito interessante!Na minha família,lado paterno,quase todas as pessoas tiveram ou tem algum problema de visão,incluindo os meus descendentes.A Germânica vê relação entre uma coisa e outra?Grata,Marina!

    Responder
    • Marina Bernardi

      Olá Marilene, então significa que elas viveram um DHS, onde o corpo respondeu da mesma forma, mas nao significa heredietariedade! Um grande abraço!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

  • Instagram Image
  • #marinabernardi #germânicaheilkunde #novamedicinagermânica #5leisbiológicas #5leisdedrhamer #autocura #natureza
  • Eu olhei a receita, e me bateu uma enorme tristeza. Como uma pessoa que estudava há 10 anos sobre a cura interior, poderia tomar pela segunda vez um antibiótico por não conseguir aliviar os sintomas sozinha? Eu estava com uma dor na minha garganta, já não conseguia engolir mais nada. Já tinha tomado uma caixa de antibiótico contra a vontade,( depois de mais de 15 anos sem antibióticos) e quando cheguei na consulta, o médico não acreditou que o antibiótico + anti-inflamatório não havia dado resultado, a dor e os sintomas retornaram. O médico perguntou: Quando começou? Adivinha o que eu respondi? Depois que eu e meu marido discutimos. E ele, fingiu que acreditava com aquele olhar que diz: Mais alguma coisa? Fiquei com cara de paisagem ali, e disse “eu acho que é emocional” E ele falou, pode ser que seja refluxo também. E me deu aquela vontade de dizer, "sim doutor, é contrariedade indigesta, eu estou bastante irritada" E ele disse é possível que tenha refluxo e então as bactérias precisam agir ali... Eu tinha certeza que era refluxo, pela situação que vivi. Então ele disse, infelizmente tem placas e você precisa tomar mais uma caixa de antibiótico. Eu pensei comigo “Nãoooooo. EU VOU DAR UM JEITO NISSO.” Mas só pensei, não disse. E falei Ok, obrigada. Eu voltei pra casa derrotada. Minha cara de angustiada dizia tudo quando eu me olhava no espelho. (continua nos comentários)

Siga-me!!!