O que é Síndrome de Burnout?

O que é Síndrome de Burnout?

Existem várias coisas por trás da Síndrome de Burnout, posso falar que passei um bom tempo da minha vida com a síndrome, praticamente nos últimos cinco anos.

A síndrome foi piorando na minha vida até chegar num ponto que precisei me questionar em relação a isso, pois estava me gerando problemas sérios.

Estava muito sobrecarregada no trabalho, gerando grande nível de stress em minha vida. Através disso, vou falar sobre essa síndrome e como você pode se livrar disso.

Síndrome de Burnout

A Síndrome de Burnout é um estado de exaustão emocional, mental e físico, causado pelo estresse excessivo e prolongado.

Ocorre quando você se sente sobrecarregado e incapaz de atender às demandas constantes.

À medida que o estresse continua, você começa a perder o interesse ou a motivação que o levou a assumir um certo papel em primeiro lugar.

Quais são os sintomas da Síndrome de Burnout?

  • Extrema fadiga;
  • Muito sono;
  • Vontade de dormir o tempo inteiro;
  • Deixar de fazer o que fazia;
  • Não ter energia para nenhuma tarefa.

Como é o perfil da pessoa que apresenta Síndrome de Burnout?

O que é Síndrome de Burnout?

O perfil das pessoas que sofrem com a Síndrome de Burnout geralmente são aqueles indivíduos que pegam todos os problemas para si.

Ou apresentam o perfil de controladoras, sempre querem fazer tudo sozinhas.

Também podem ter o perfil de sempre querer agradar as pessoas e ter a preocupação de fazer tudo perfeito. Com isso, acabam tendo a Síndrome de Burnout.

Assista o vídeo abaixo, o qual eu falo sobre a Síndrome de Burnout:

Quando a pessoa não apresenta esse perfil, o que ocorre?

A pessoa que não apresenta o perfil para Síndrome de Burnout é aquele profissional que quer fazer apenas o necessário, não se cobra muito, ou seja, se contenta com aquela vida mediana e estável.

Geralmente, são aquelas pessoas que não querem trabalhar mais que 8 horas por dia. Apenas querem cuidar dos filhos e se divertir em família após às 18 h.

São pessoas que não são ligadas em metas e resultados, por exemplo, se é apresentado algum desafio em seu trabalho, vão falar para o seu líder que não será possível realizar a tarefa.

Ao contrário do perfil das pessoas que sofrem com a síndrome, que geralmente querem realizar muito, são auto-realizadoras.

Eu sempre tive esse perfil, desde que comecei a trabalhar, há mais ou menos 10 anos atrás.

Lembro quando organizava cursos aqui no Brasil, o meu trabalho era organizar sozinha cerca de 15 cursos na área da saúde.

Após isso, comecei a dar aulas e sempre abraçando muitas coisas para fazer ao mesmo tempo.

Com isso, acabei tendo a Síndrome de Burnout e para falar a verdade me recuperei recentemente, com a chegada do meu filho.

A chegada do meu filho foi o que me salvou, principalmente para “colocar o pé no freio”.

Como se recuperar da Síndrome de Burnout?

1.Entenda como você pode aliviar a carga

Olhe para a sua vida e entenda como você pode aliviar a sua carga.

Segundo a Germânica Heilkunde, pessoas que “abraçam o mundo” e querem fazer tudo ao mesmo tempo, podem sofrer de um conflito que afeta o coração.

Saiba que essa sobrecarga de tarefas pode resultar em um infarto.

2. Fique offline

Pode ser bem difícil, mas tente ficar algum tempo sem verificar seu e-mail, mensagens ou perfis de redes sociais.

Dê a si mesmo o direito de estar offline e viver sua vida. Sua empresa não entrará em colapso se você não responder rapidamente e não será demitido porque não respondeu os e-mails no sábado.

Seu segundo passo, deve ser desligar seu celular quando for sair com seus amigos, familiares e outros relacionamentos.

Uma dica importante: Se você tiver problemas com o sono, não verifique seu celular ou laptop pelo menos duas horas antes de ir dormir.

Telas brilhantes de celulares e laptops podem mexer com seu cérebro, então ele acha que ainda é dia.

3. Diga não às redes sociais

A menos que você seja um profissional de redes sociais, você não precisa do Facebook em seu celular, portanto, considere desinstalá-lo.

Se parecer muito drástico, desative todas as notificações e verifique apenas duas vezes por dia.

A mídia social pode dar a ilusão de relaxar, mas, na verdade, seu cérebro está examinando cada site em busca de informações e lembrando-se das imagens.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre a Síndrome de Burnout e como tirar esse problema de sua vida.

Acho útil o artigo? Compartilhe com seus amigos ou pacientes para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Nova Medicina Germânica.

Quer ter um maior conhecimento da Germânica Heilkunde? Participe da nossa próxima turma Germânica Heilkunde Formação Online.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

Summary
O que é Síndrome de Burnout?
Article Name
O que é Síndrome de Burnout?
Description
A Síndrome de Burnout é um estado de exaustão emocional, mental e físico, causado pelo estresse excessivo e prolongado. Ocorre quando você se sente sobrecarregado e incapaz de atender às demandas constantes. À medida que o estresse continua, você começa a perder o interesse ou a motivação que o levou a assumir um certo papel em primeiro lugar.
Author
Publisher Name
Marina Bernardi - Germânica Heilkunde
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

  • É isso que acontece quando você resolve seus conflitos❤#Marinabernardi #marinabernarditreinamentos #drhamer #medicinaheilkunde #germânicaheilkunde #medicinagermânica #ciênciacurativa
  • NÃO! AQUI você  não  vai encontrar conflitos emocionais.
Não será fácil  e você  terá  que dedicar, terá  que se colocar no lugar do outro. Terá que ter a empatia necessária, terá  que ter tempo para ouvir. Terá que repetir muitas vezes até  cair a ficha. Terá  que entender as funções dos órgãos,  terá que ouvir " não  aconteceu nada" várias e várias vezes. Terá  que ouvir também " acho que foi o café  que me deu gastrite, ou então " comi muito e fui dormir cedo por isso fiquei indigesta". Terá  que programar uma sessão  de 1 hora e reprogramar pra mais duas. Terá  que se importar com seu paciente mesmo até  mesmo quando ele for embora do seu consultório. Terá que saber lidar com tudo que descobriu. Terá  que  engolir o choro por ver tantas injustiças no mundo, e tanta gente sofrendo em vão. Terá muita dor, mas também terá  muitas alegrias em enxergar o que nem todo mundo enxerga. Terá que viver a solidão  de enxergar os conflitos das pessoas que você  ama e saber o que se passa por trás disso.
Terá dias de luta e também  dias de glória.
Mas se mesmo assim, você aceitar meu convite, eu te prometo, você nunca mais será o mesmo, e irá tão longe profissionalmente e pessoalmente que nem vai sentir falta de quem era antes.  Vem comigo?Comente aqui o quanto a Medicina Germânica lhe tranformou👇
  • Tá rolando no stories, a explicação sobre Procrastinação e auto sabotagem x conflitos biológicos. ❤😱☝️ Corre e assista!Não  liga pra minha letrinha não 🤣Você é procrastinador?Sim ou Não ? Coloca aqui nos comentários pra mim.#MedicinaGermânica #Medicina Heilkunde #GermânicaHeilkunde #GermânicaHeilkundeNaPratica #MarinaBernardi

Siga-me!!!