O que é hidrocefalia?

A hidrocefalia é uma condição na qual o excesso de líquido cefalorraquidiano se acumula nos ventrículos, fazendo com que se expandam e pressionem o cérebro circundante.

Esse aumento do tamanho dos ventrículos pode ser denominado ventriculomegalia. A ventriculomegalia ocorre quando os dois ventrículos laterais têm mais de 1 cm de largura, mas menos de 1,5 cm.

Eventualmente, a ventriculomegalia regride ou retorna ao tamanho normal e não há problema de longo prazo.

A hidrocefalia ocorre quando os dois ventrículos laterais têm mais de 1,5 cm de largura. Os ventrículos podem encher a tal ponto que o tamanho da cabeça do feto aumenta.

Qual é o conflito biológico relacionado a hidrocefalia?

Para a medicina convencional, as causas da hidrocefalia podem ser o desenvolvimento anormal do sistema nervoso central, que pode obstruir o fluxo de fluído cerebrospinal, sangramento dentro dos ventrículos, uma possível complicação de parto prematuro ou até uma infecção no útero durante uma gravidez.

Para Dr. Hamer, descobridor da Medicina Germânica Heilkunde, essa condição envolve os conflitos biológicos:

  • Conflitos de medo da morte;
  • Conflito de tálamo (sensação de “preferir ter morrido ao invés de passar por isso”);
  • Conflito de abandono;
  • Conflito de existência;
  • Síndrome dos túbulos coletores renais (retenção de líquido).

Um edema cerebral no centro de controle do parênquima renal pode levar à compressão do aqueduto cerebral.

O inchaço nos relés cerebrais dos alvéolos pulmonares (relacionado a um conflito de medo da morte) pode comprimir o quarto ventrículo, resultando na dilatação de todo o sistema ventricular.

Um processo de cura envolvendo o conflito de tálamo (sensação de “preferir ter morrido ao invés de passar por isso”) pode bloquear o terceiro ventrículo de ambos os lados. Os edemas cerebrais geralmente aumentam devido a retenção de água (a Síndrome) juntamente com o conflito de abandono ativo e conflito de existência.  

O acúmulo de LCR e a pressão causada pelo acúmulo de fluido aumentam o tamanho dos ventrículos, criando uma hidrocefalia interna.

Com uma hidrocefalia externa, o acúmulo de líquido ocorre no espaço subaracnóide. Se envolver o lobo frontal, é caracterizado por uma testa proeminente que se desenvolve na infância.

Quando ocorre o aumento da cabeça em bebês?

Hidrocefalia segundo a Medicina Germânica Heilkunde

Foto: https://pedsinreview.aappublications.org/content/37/11/478

O aumento da cabeça ocorre quando os ossos do crânio não estão totalmente fundidos, como ocorre em fetos e bebês de até dois anos de idade.

Os nascituros experimentam conflitos de existência e conflitos de medo da morte por causa da extrema angústia no útero.

Os recém-nascidos sofrem conflitos de abandono quando são separados da mãe no nascimento.

Hidrocefalia em adultos

Em adultos, o crânio não pode se expandir para acomodar o acúmulo de líquido cefalorraquidiano.

Os sintomas subsequentes são dores de cabeça, náuseas e sonolência. A pressão intracraniana forte e elevada pode resultar em alongamento das tonsilas cerebelares, os lobos arredondados abaixo dos hemisférios cerebelares.

Uma condição com risco de vida ocorre quando a pressão empurra as amígdalas para fora do crânio.

O aumento duradouro da pressão sobre o nervo óptico corta o suprimento de oxigênio para o nervo óptico, causando seu inchaço. O inchaço do nervo óptico no ponto onde o nervo se junta ao olho é chamado de papiledema, devido à pressão intraocular elevada permanente.

Danos ao nervo óptico causados ​​por papiledema podem resultar em perda de campo visual. Com a hidrocefalia, um enfraquecimento dos nervos que controlam o movimento dos olhos cria um desalinhamento ocular.

Sintomas como fraqueza nas pernas, ataques epilépticos ou problemas de fala, entretanto, não são causados ​​por uma hidrocefalia, mas se relacionam a um Programa Especial Biológico específico, que é a resposta biológica do nosso corpo perante os conflitos biológicos.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre hidrocefalia segundo a Medicina Germânica Heilkunde.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Medicina Germânica Heilkunde.

>>> Baixe Ebook Gratuito: Medicina Germânica e seu poder de cura.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.