O que é a hérnia de disco?

A hérnia de disco é uma condição que pode ocorrer em qualquer lugar ao longo da coluna, mas ocorre com mais frequência na região lombar. Às vezes é chamada de disco protuberante ou rompido.

Você sabia? Segundo pesquisadores, aproximadamente 80% das pessoas vão experimentar a dor lombar em algum momento de suas vidas.

A localização mais comum da hérnia de disco é no disco que fica entre a quarta e quinta vertebra lombar (L4/L5) e no disco que fica entre a quinta vértebra e o sacro (L5/S1).

Quais são os sintomas da hérnia de disco?

Na maioria dos casos, a dor lombar é o primeiro sintoma de uma hérnia de disco. Essa dor pode durar alguns dias e depois melhorar.

Outros sintomas podem incluir:

  • Dor ciática. Esta é uma dor aguda, geralmente aguda, que se estende da nádega até a parte posterior de uma perna;
  • Dormência ou sensação de formigamento na perna ou no pé;
  • Fraqueza na perna ou no pé.

Qual é o conflito biológico relacionado a hérnia de disco?

Segundo a medicina tradicional, a predisposição genética, sedentarismo, tabagismo, excesso de peso corporal e hábito de carregar muito peso sem preparo da coluna, são fatores que podem acelerar o desgaste do disco e por consequência causar as hérnias.

Diferentemente de pesquisas feitas por Dr. Hamer, que descobriu que problemas na coluna podem ter origem de fundo emocional, relacionados a um conflito biológico (evento traumático e inesperado) que o ocorre na vida de uma pessoa.

A coluna torácica e lombar refere-se a um “conflito de autodepreciação central”, que destrói o âmago de uma pessoa (sendo tratada de forma humilhante e degradante).

A parte inferior das costas também está associada à sensação de não ser apoiada (“sem apoio”) por um membro da família, parceiro, amigo, professor, colega ou empregador.

Como se desenvolve a hérnia de disco?

Hérnia de disco segundo a Medicina Germânica Heilkunde

A hérnia de disco se desenvolve quando o inchaço rasga o anel externo (ânulo fibroso) de um disco intervertebral com partes da porção central gelatinosa (núcleo pulposo), projetando-se para o canal vertebral.

A pressão no nervo espinhal causa dor aguda, por exemplo, na parte inferior das costas (lombalgia).

Com a retenção de água pela Síndrome dos túbulos coletores renais, a dor é ainda mais intensa, pois a retenção de água aumenta o inchaço. Os espasmos musculares na área circundante são causados ​​por “não ser capaz de se mover ” devido à dor na parte inferior das costas.

Se a coluna cervical (conflito de autodesvalorização intelectual) for afetada, a dor irradiará do pescoço para os ombros, braços e dedos.

Quando ocorre a dor ciática?

A dor ciática ocorre quando o inchaço de um disco lombar (conflito de autodesvalorização central) pressiona o nervo ciático. A ciática recorrente é causada por recaídas de conflito.

A pressão constante em um nervo espinhal (cura suspensa) pode levar a sérios danos ao nervo, resultando em perda de sensibilidade nas extremidades inferiores. Nesse caso, a cirurgia preventiva deve ser considerada.

Por que a dor crônica nas costas está conectada à sua mente?

Quando seu movimento físico é limitado, isso pode causar sofrimento psicológico. E o sofrimento psicológico, por sua vez pode agravar a dor.

Suas crenças pessoais sobre saúde e estratégias de enfrentamento podem influenciar tanto o nível de sofrimento quanto o curso da dor. Por exemplo, se você é propenso à ansiedade, espera o pior e tem pensamentos negativos, isso pode piorar muito a dor.

Muitas vezes, se você tem essas atitudes psicológicas pré-existentes, você também tem anormalidades na regulação da parte química de seu cérebro (dopamina) e as habituais funções cerebrais, como o controle, a ansiedade e atenção, também serão alteradas.

Como resultado, você não pode controlar sua angústia, fica ansioso e espera o pior. Não consegue se concentrar em mais nada. A dor consome tudo.

Mas não são apenas as atitudes pré-existentes que pioram a dor nas costas. A própria dor pode reconectar seu cérebro.

Quando a dor ocorre pela primeira vez, ela afeta seus circuitos cerebrais sensíveis à dor. Mas quando a dor dura, a atividade cerebral relacionada muda dos circuitos da “dor” para os circuitos que processam as emoções.

É por isso que emoções como a ansiedade, geralmente ocupam o “centro do palco” na dor crônica nas costas e o controle emocional se torna muito mais difícil.

Fonte: https://www.health.harvard.edu/blog/psychology-low-back-pain-201604259537

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre hérnia de disco segundo a Medicina Germânica Heilkunde.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Medicina Germânica Heilkunde.

>>> Baixe Ebook Gratuito: Medicina Germânica e seu poder de cura.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.