Saiba sobre Gigantismo e Nanismo

O gigantismo é uma condição rara que causa crescimento anormal em crianças, e o nanismo leva a redução de altura. Mas saiba através desse artigo, sobre gigantismo e nanismo segundo a Germânica Heilkunde.

O gigantismo ocorre quando a hipófise (glândula pituitária) do indivíduo produz muito hormônio do crescimento. A mudança é mais notável em termos de altura, mas a circunferência também é afetada.

Já o nanismo, que também é uma condição rara, ocorre quando o corpo do indivíduo não produz hormônio de crescimento suficiente.

E pode se apresentar em duas categorias: nanismo desproporcional ou nanismo proporcional.

O nanismo desproporcional é quando uma pessoa tem um tronco de tamanho médio com braços e pernas mais curtos ou um tronco mais curto com braços e pernas mais longos.

O nanismo proporcional é quando as partes do corpo são consistentes entre si, mas encurtadas.

Desenvolvimento e função da hipófise (glândula pituitária)

A hipófise (glândula pituitária) é uma glândula endócrina situada na base do cérebro, uma depressão em forma de sela no seio esfenoidal (é uma saliência no fundo do hipotálamo).

A hipófise secreta hormônios responsáveis ​​pelo crescimento físico, reprodução, metabolismo, níveis de cortisol e alguns aspectos da gravidez, como parto e lactação.

O lobo anterior da hipófise consiste em epitélio do cilindro intestinal, origina-se da endoderme, sendo controlado pelo tronco cerebral.

O lobo posterior é de origem ectodérmica (até o momento, o conflito biológico relacionado é desconhecido).

Assista a aula abaixo, a qual eu falo sobre Nanismo e Gigantismo segundo a Germânica Heilkunde:

https://www.youtube.com/watch?v=ZI3PM-0N_YM&t=755s

Cérebro e hipófise

No tronco cerebral, a hipófise possui dois centros de controle, posicionados na forma de anel dos relés cerebrais que controlam os órgãos do canal alimentar.

A metade direita da hipófise é controlada pelo lado direito do tronco cerebral, já a metade esquerda é controlada a partir do hemisfério esquerdo do tronco cerebral. Não há correlação cruzada do cérebro para o órgão.

Qual é o conflito biológico ligado a hipófise?

Gigantismo e nanismo segundo a Germânica Heilkunde

He Ping Pong e Bao Xishun ( encontro do maior homem do mundo com o menor do mundo) em 2007

Se o conflito biológico é correspondente a metade direita da hipófise (equivalente à metade direita da boca e faringe), se correlaciona com um “pedaço de entrada” e com “não ser capaz de pegar um pedaço” (porque o indivíduo é muito pequeno).

Podemos colocar como exemplo: uma criança pequena está competindo com um adulto ou uma criança maior, digamos, em esportes como o futebol.

E quando o conflito biológico é correspondente a metade esquerda da hipófise (equivalente à metade esquerda da boca e faringe), se correlaciona com um “pedaço de saída” e com “não ser capaz de se livrar de um pedaço” (originalmente, o pedaço de fezes).

Como exemplo: uma criança ou adolescente deve assumir o papel dos pais.

Em geral, o conflito é causado por se sentir “muito pouco, pequeno” (provocado por exemplo, por comentários de pais, professores ou treinadores).

A angústia de se sentir “muito pequeno” também pode ocorrer em adultos.

Durante a fase ativa do conflito

Na fase ativa do conflito, as células produtoras do hormônio da somatotropina na hipófise proliferam proporcionalmente à intensidade do conflito.

O objetivo biológico das células adicionais é aumentar a produção de hormônios do crescimento para colocar o indivíduo em uma posição melhor para agarrar (metade direita) ou se livrar de um pedaço (metade esquerda).

Com atividade prolongada do conflito, um tumor compacto (tipo secretório) se forma como resultado do aumento contínuo das células.

Na medicina tradicional, um tumor na hipófise é chamado adenoma da hipófise (geralmente considerado ” benigno”).

Aumento da produção hormonal

Em crianças e adolescentes, a superprodução de hormônios do crescimento leva a um crescimento físico real e potencialmente excessivo, chamado de gigantismo.

Se o conflito ocorrer na idade adulta, o aumento da produção hormonal causa aumento das mãos, pés e características faciais (acromegalia).

Quando a hipófise esquerda é afetada, os lábios também aumentam (a abertura do esófago se torna maior, para que o pedaço de carne seja melhor expelido).

Fase de cura do conflito

Na fase de cura, fungos ou micobactérias, como a tuberculose, removem as células que não são mais necessárias. O processo de cicatrização é acompanhado por suores noturnos.

Se a cura não puder ser completa devido a recorrências de conflito, mais e mais tecido da hipófise será perdido, levando a uma diminuição ou cessação completa da produção do hormônio STH-somatotropina.

Durante o desenvolvimento de uma criança, isso resulta em uma baixa estatura, o que chamamos de nanismo.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre o gigantismo e nanismo segundo a Germânica Heilkunde.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Nova Medicina Germânica.

>>>CLIQUE AQUI PARA BAIXAR E-BOOK: A MEDICINA GERMÂNICA E SEU PODER DE CURA

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

Summary
Gigantismo e nanismo
Article Name
Gigantismo e nanismo
Description
O gigantismo ocorre quando a hipófise (glândula pituitária) do indivíduo produz muito hormônio do crescimento. A mudança é mais notável em termos de altura, mas a circunferência também é afetada. Já o nanismo, que também é uma condição rara, ocorre quando o corpo do indivíduo não produz hormônio de crescimento suficiente.
Author
Publisher Name
Germânica Heilkunde - Marina Bernardi
Publisher Logo