Esclerose Múltipla e Doença de Parkinson na Nova Medicina Germânica

Esclerose Múltipla e Doença de Parkinson na Nova Medicina Germânica

Saiba sobre Esclerose Múltipla e Doença de Parkinson

Através desse artigo, vamos falar sobre Esclerose Múltipla e Doença de Parkinson segundo a Nova Medicina Germânica.

Vamos agora aos conceitos da medicina oficial:

O que é a Esclerose Múltipla?

É uma doença neurológica, crônica e autoimune. O que quer dizer que as células do organismo atacam o próprio sistema nervoso, causando lesões medulares e cerebrais.

Dentre os principais sintomas da Esclerosa Múltipla, estão: fadiga intensa, depressão, fraqueza muscular, alteração da coordenação motora, dores articulares, disfunção intestinal e da bexiga.

O que é a Doença de Parkinson?

É uma doença degenerativa do sistema nervoso central, crônica e progressiva. Causada por uma diminuição intensa na produção de dopamina, essa substância ajuda na realização dos movimentos do corpo de forma automática. E na falta da dopamina, em particular em uma pequena região do cérebro chamada “substância negra”, a capacidade motora do indivíduo é perdida.

Ocasionando sintomas como: tremores; lentidão e diminuição dos movimentos voluntários do corpo, enrijecimento dos músculos, e dificuldades de manter o equilíbrio com quedas frequentes.

A visão da Nova Medicina Germânica

As duas doenças são consideradas como um tipo de câncer, não por não possuírem cura (isso na visão da medicina tradicional), mas sim por se caracterizarem como uma desordem que reflete mudanças funcionais do corpo.

E por ambas as doenças girarem em torno de um conflito envolvendo a capacidade motora, ele passa a se sentir preso e sem saída. Rompendo o olhar mais convencional, podemos acreditar que a natureza da doença seja mais profunda, surgindo assim, a partir de um choque biológico, o que muitos chamam de distúrbio emocional.

Por exemplo, as pernas são afetadas quando o trauma remete a uma situação sem saída, onde a pessoa não tem como escapar ou seguir em frente, seja preso por uma situação ou relacionamento.

Resumindo, é durante esse tempo em que os sintomas mentais do conflito estão ativos que a perda ou paralisia funcional dos músculos aparece.

A Esclerose Múltipla e Doença de Parkinson para a Nova Medicina Germânica

E por esse motivo a Esclerose Múltipla é conhecida na Nova Medicina Germânica como uma doença “ativamente suspensa”, porque se refere exatamente a essa fase em que o paciente está preso no “trauma psicológico”, momento vivido.  A razão biológica dessa resposta é um reflexo de sobrevivência, assim como vemos nos animais se fingindo de mortos na natureza.

Quando esse distúrbio ocorre, tanto o cérebro quanto a medula são lesionados, afetando ao mesmo tempo tanto o movimento quando o desgaste muscular.

Esse quadro leva o indivíduo para a auto-desvalorização, onde sem uma compreensão adequada da Nova Medicina Germânica, é inevitável que o medo supere a esperança de sobrevivência e de independência do ser humano.

Quando o paciente possui o conhecimento de que isso não passa de uma fase, gera uma possível melhora da situação.

O tremor descontrolado do músculo, é uma maneira da natureza se opor à paralisia com o máximo de movimento. É um sinal de que o corpo está se curando e tentando voltar ao normal.

A Esclerose Múltipla, assim como o Parkinson, mantém o indivíduo preso na fase ativa do choque biológico, e impede que ele busque uma melhora. O paciente desempenha um papel no processo de cura tanto quanto seu médico, quanto mais recente for o prognóstico da doença, menos trauma psicológico o paciente terá, portanto, mais fácil será o processo de cura.

Conclusão

Então, concluindo, de acordo com a Nova Medicina Germânica, o tratamento para a Esclerose Múltipla e a Doença de Parkinson é: o conhecimento, consciência, atenção plena e força de vontade.

Gostou do artigo? Compartilhe com outros profissionais da saúde ou com um amigo querido que poderá ajudar.

Conheça ainda mais a Germânica Heilkunde através do nosso ebook:

Nova-medicina-germanica-pdf

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

  • Sobre a música curativa de Dr Hamer 😍
  • Como surge o câncer: visão da Germânica Heilkunde ⠀ A pesquisa de Dr. Hamer sobre o câncer começou oficialmente no hospital universitário em Munique, onde ele foi chefe internista na clínica de câncer. ⠀ Nesse hospital, ele foi capaz de entrevistar todos os pacientes com câncer e descobriu que todos eles tiveram eventos dramáticos muito semelhantes em suas vidas antes do diagnóstico de sua doença. ⠀ Foi quando ele descobriu que esses tipos específicos de conflitos criavam tipos específicos de câncer no corpo. ⠀ Um conflito biológico é diferente de um conflito psicológico, sendo uma resposta primordial a um acontecimento na vida de um indivíduo que o pega totalmente de surpresa. ⠀ Ele descobriu a Primeira Lei Biológica, "A Regra de Ferro do Câncer", como ele mesmo nomeou, que envolve o impacto imediato de um evento inesperado na psique, cérebro e órgão de forma simultânea. ⠀ Com isso, verificamos que o câncer é uma resposta do nosso corpo perante a algo que aconteceu de inesperado em nossa vida, cada órgão tem relação com um conflito específico. ⠀ 👉Compartilhe esse conhecimento com seus amigos e pacientes!
  • 4 meses❤ 4 meses que você se tornou nossa prioridade @mauromequelussi

Siga-me!!!