Depressão em mulheres x homens

A depressão em mulheres se apresenta como um baixo humor. Uma pessoa deprimida é passiva, introvertida, apática, triste e incapaz de sentir alegria ou prazer (“anedonia”).

Nesse artigo, pretendo abordar como você pode ajudar seu paciente com sintomas de depressão de acordo com a visão da Medicina Germânica Heilkunde e estudos de Dr. Hamer, em especial a depressão em mulheres.

Dr. Hamer, descobridor da Medicina Germânica Heilkunde, percebeu que não era qualquer estress ou conflito que fazia com que o corpo se tornasse com sintomas depressivos. Sendo assim, devemos lembrar que nessa medicina existe a parte da psiquiatria de sintomas mentais dos pacientes.

Através de vários anos de pesquisa, Dr. Hamer verificou que ao invés de ter sintomas no corpo, nós temos muitos sintomas mentais, com estudos específicos falando sobre isso.

O médico percebeu também que todo sintoma sempre está relacionado a um órgão, porém, para proteção desse órgão em nosso corpo, ao invés de manifestar esses sintomas no órgão, nós manifestamos alguns sintomas apenas na mente, comprovando que a natureza é realmente perfeita.

Quais são os conflitos biológicos relacionados a depressão?

Depressão em mulheres: por que é mais comum?

Antes de abordarmos os conflitos biológicos, é necessário revelar que os homens e as mulheres têm visões diferentes de mundo.

Você sabia? Enquanto uma mulher recebe uma situação como um susto, a mesma situação para o homem pode ser sentida como uma ameaça em território. Ou enquanto uma mulher sente uma separação conjugal como rejeição sexual, da mesma forma, um homem pode sentir como uma perda de território.

Os homens apresentam um comportamento mais “territorialista” do que as mulheres, mas isso em estado normal, sem a utilização de hormônios.

Os conflitos biológicos que estão ligados a depressão são: conflitos de susto, conflitos sexuais, conflitos de identidade ou conflitos de marcação territorial.

Assista o vídeo abaixo sobre os conflitos biológicos relacionados a depressão feminina:

Por que mulheres sofrem de depressão mais que homens?

A Medicina Germânica Heilkunde oferece uma explicação do porquê muito mais mulheres sofrem de depressão do que homens ou porque a depressão é um efeito colateral comum dos anticoncepcionais.

Considerando que mulheres canhotas com um estado hormonal normal, bem como mulheres destras com um estado de estrogênio baixo (mulheres na pós-menopausa, mulheres com pílulas anticoncepcionais, mulheres grávidas e amamentando, mulheres em medicamentos supressores de estrogênio, mulheres que tiveram seus ovários removidos) são mais suscetíveis a sofrer de depressão.

Quando uma mulher começa a tomar a pílula ou entra na menopausa, um conflito feminino, como um conflito de identidade ou sexual pode se transformar em um conflito de raiva territorial ou conflito de perda territorial.

Assim, a mesma situação de conflito que tornava uma mulher “maníaca” faz com que ela tome anticoncepcionais ou fique deprimida após a menopausa.

Com isso, descobrindo a real causa dos conflitos, é possível ajudar seu paciente com sintomas de depressão em mulheres ou homens.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre depressão em mulheres segundo a Medicina Germânica Heilkunde.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Medicina Germânica Heilkunde.

>>> Garanta agora mesmo: Guia definitivo da Medicina Germânica Heilkunde

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.