Diante de tantas notícias que saíram na mídia e da extrema preocupação mundial. Pretendo através desse artigo, compartilhar informações sobre o coronavírus segundo a Germânica Heilkunde.

O coronavírus parece ser um novo vírus, mas na verdade não é. Ele foi isolado pela primeira vez em 1937, através da bronquite em pássaros.

Foi encontrado pela primeira vez em seres humanos na década de 1960. Atualmente, existem sete tipos diferentes. Se você se lembra do SARS e do MERS, ambos são adaptações do que eles acreditam ser o coronavírus.

De acordo com a perspectiva da Germânica Heilkunde, os “vírus” ajudam no reabastecimento celular na fase de cicatrização.

O que é uma epidemia segundo a Germânica Heilkunde?

Uma epidemia, segundo a Germânica Heilkunde, ocorre quando um grupo de pessoas experimenta os mesmos choques de conflito, iguais ou similares, na mesma época, e é resolvido na mesma época.

Todos as pessoas entrarão na fase de cura na mesma época. Há outra circunstância que ocorre quando começa a se espalhar, no caso da epidemia que se transformou em pandemia, que explicarei depois.

O que aconteceu em Wuhan na China?

A primeira coisa que devemos fazer é determinar o choque do conflito para ver o que ocorreu nessa área específica.

O que deixou a população de Wuhan tão chateada que iniciou um programa biológico para muitos moradores?

Primeiro, saiba que Wuhan é a maior cidade da China central, com onze milhões de pessoas vivendo no local.

Os primeiros sintomas começaram por volta de dezembro de 2019 e foram relatados no final do mesmo mês, sendo mais divulgados em janeiro de 2020.

Sempre temos que olhar para a linha do tempo para ver qual foi o choque de conflito.

A linha do tempo em Wuhan 

Na área de Wuhan teve um conflito que começou pequeno por volta de junho de 2019 e aumentou em julho do mesmo ano.

Até mesmo, seus conflitos podem ter começado antes, quando o governo colocou um aterro em sua área em 2007, que em em cinco anos, excedeu a sua capacidade.

A qualidade do ar já era muito ruim na região. A água do aterro estava muito poluída.

Estava ficando tudo uma bagunça. Os residentes não estavam felizes e nem saudáveis ​​há um bom tempo.

Então o governo decidiu construir uma fábrica de incineração de resíduos nessa região.

Os 400.000 residentes nesta área específica da cidade, quando souberam disso, em meados de junho de 2019, começaram a organizar uma petição.

Sendo que 20 pessoas foram presas instantaneamente por publicá-lo nas mídias sociais.

Protesto contra construção de fábrica de incineração

Milhares de pessoas aparecem de seus apartamentos nas proximidades, nesta área industrial, e fizeram um grande protesto nas ruas no início de julho.

Foi uma ação muito espontânea da população local. Eles ficaram com raiva porque suas autoridades locais estavam ignorando seus problemas de saúde.

Assim, o governo enviou mil policiais para espancar essas pessoas e deter algumas delas. Houve um grande número de lesões relatadas.

Um morador disse que era inaceitável construir um incinerador de resíduos em uma área residencial densamente povoada, que era muito prejudicial para a vida das pessoas e para a saúde.

Então, isso foi realmente preocupante e perturbador para essas pessoas.

O sentimento de descaso era muito comum para muitos desses residentes: “O governo não se importa conosco, não se importa com nossa saúde”.

Fonte: https://www.cmjornal.pt/mundo/detalhe/protesto-contra-construcao-de-fabrica-de-incineracao-reune-10-mil-na-china

Intervenções do governo

Então, após o protesto, o governo temeu que os manifestantes de Wuhan se comunicassem com os protestos anti-extradição que estavam ocorrendo em Hong Kong.

Isso não era bom para o governo chinês, então eles cortaram, bloquearam, todos os sinais de celular em Wuhan logo após o ocorrido.

A população local já estava com raiva, chateada, sua saúde já não era resistente de qualquer maneira, devido a toda a poluição, e agora eles nem conseguiam se comunicar.

Coronavírus segundo a Germânica HeilkundeO que não te contaram sobre o Coronavírus

De acordo com a OMS, os sintomas de quem morreu são febre, tosse, falta de ar, e em casos graves, a pneumonia.

Sabemos que a febre está presente em muitas fases de cura, e é assim que sabemos que o conflito foi resolvido, porque você tem febre na primeira fase de cura.

Conflitos biológicos relacionados ao coronavírus

Para os homens, essa questão é um “conflito de medo territorial”.

Eles temiam que um incinerador fosse construído em sua cidade, aumentando o lixo tóxico em que viviam, porque acreditavam que isso iria degradar ainda mais sua saúde, e eles sentiram que o governo não se importava com eles, que o governo os havia abandonado.

Para as mulheres, foi um “conflito assustador”. O interessante é que, em 2 de fevereiro, 71% das pessoas com o coronavírus eram homens, então mais homens foram afetados do que mulheres.

Fase ativa do conflito

Durante a fase ativa de um conflito territorial de medo ou de um conflito de susto, há ulcerações. Para os homens, será nos brônquios. Para as mulheres, será na mucosa da laringe.

Para os homens ocorre a perda de células nos brônquios. O objetivo disso é ampliar as passagens brônquicas para que possamos obter mais ar nos pulmões, para que possamos sobreviver melhor a esse conflito.

Não há sintomas na fase ativa do conflito. E na fase de cura, que começou por volta de dezembro (pelo que podemos imaginar), ocorreu a reposição de células.

O que torna o coronavírus mortal?

As pessoas estão morrendo de pneumonia. Agora, da perspectiva da Germânica Heilkunde, o que é pneumonia?

A pneumonia é a bronquite com um segundo programa biológico, que também está em execução, chamado de programa de coleta de túbulos renais.

Se o programa de coleta de túbulos renais começar por causa do choque do conflito, teremos um segundo programa em execução, e o choque para isso é um “conflito de abandono ou existência”.

As pessoas se sentiram assim: “Estamos abandonados. Como iremos sobreviver a este incinerador adicional em nosso ambiente, em nossa comunidade?”.

O que acontece é que os túbulos coletores de rim aumentam a retenção de líquidos no corpo, nessa fase de cura.

Portanto, os brônquios têm perda de células na fase ativa do conflito e agora é a fase de cura. Há reposição de células, então já há inchaço, dor e inflamação.

Disseminação do Coronavírus

Mas para todos os diagnosticados com isso fora de Wuhan, que supostamente “pegaram” esse vírus, não entraram na fase de cura do conflito original.

Em vez disso, eles estão tendo fases de cura por causa do medo ou porque talvez tenham tido um choque de conflito semelhante em sua área, na mesma época, e entraram na fase de cura em sua área também.

Ou seja, nada está se espalhando, exceto o medo. Lembre-se, este é um “conflito territorial de medo”.

O medo é a única coisa contagiosa aqui. As pessoas que temem o “vírus” ou os sintomas, ou se têm medo de morrer com isso, acabam entrando em uma fase de cura, mas, é claro, acham que “pegaram” um vírus.

Assista o vídeo onde falo sobre os conflitos biológicos relacionados ao Coronavírus:

https://www.youtube.com/watch?v=X-3oiikjWo4

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre coronavírus e a visão da Germânica Heilkunde sobre o assunto.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Nova Medicina Germânica.

Quer ter um maior conhecimento da Germânica Heilkunde? Participe da nossa próxima turma Germânica Heilkunde Formação Online.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

Summary
O que não te contaram sobre o Coronavírus
Article Name
O que não te contaram sobre o Coronavírus
Description
Diante de tantas notícias que saíram na mídia e da extrema preocupação mundial. Pretendo através desse artigo, compartilhar informações sobre o coronavírus segundo a Germânica Heilkunde. O coronavírus parece ser um novo vírus, mas na verdade não é. Ele foi isolado pela primeira vez em 1937, através da bronquite em pássaros.
Author
Publisher Name
Germânica Heilkunde - Marina Bernardi
Publisher Logo