Cada vez mais estamos percebendo o autismo infantil. Mas segundo a Germânica Heilkunde, como lidar com uma criança autista?

O autismo é uma condição relacionada ao desenvolvimento cerebral que afeta a maneira como uma pessoa percebe e socializa com outras pessoas, causando problemas na interação e comunicação social.

Algumas crianças mostram sinais de autismo na primeira infância, como contato visual reduzido, falta de resposta ao nome ou indiferença aos cuidadores.

Qual é a causa do autismo segundo a medicina tradicional?

De acordo com a medicina tradicional, o autismo não tem uma causa conhecida.

Devido o distúrbio ser altamente complexo e o fato dos sintomas e a gravidade variarem, provavelmente existem muitas causas. Tanto a genética quanto o meio ambiente podem desempenhar um papel.

Constelação de conflitos no Córtex Cerebral

Segundo a perspectiva da Germânica Heilkunde, o autismo, como todas as outras condições de saúde, é o resultado de choques de conflitos biológicos.

De acordo com Dr. Hamer, o autismo é o resultado de uma classe específica de conflitos chamado de Constelação de conflitos no córtex cerebral.

A pesquisa de Dr. Hamer demonstra que as limitações mentais são o resultado de conflitos biológicos que ocorreram no útero, no nascimento ou nos primeiros anos de vida de uma criança.

Segundo Dr. Hamer, na maioria dos casos, o retardo mental observado em pessoas com autismo não é causado por uma privação de oxigênio (asfixia do nascimento), como se supõe, mas por uma grave constelação autística provocada durante um parto difícil.

A parada antecipada da maturidade explica o atraso no desenvolvimento de crianças autistas, bem como seu comportamento imaturo (choro ou explosões em situações esmagadoras e frustrantes).

Recém-nascidos e bebês sofrem conflitos de medo e de raiva territorial também durante procedimentos de vacinação angustiantes.

Autismo: combinação de constelações ligadas a vários conflitos biológicos

Como lidar com uma criança autista? Saiba dicas

O que a medicina tradicional chama de Transtorno do Espectro do Autismo, em termos da Germânica Heilkunde, é uma combinação de constelações ligadas a vários conflitos biológicos.

É por isso que nem toda pessoa com autismo ou Síndrome de Asperger (considerada uma forma leve de autismo) apresenta os mesmos sintomas.

Quando uma criança autista exibe um comportamento agressivo (fazendo birra, batendo a cabeça, puxando os cabelos, mordendo a si mesmo), isso indica uma Constelação Agressiva simultânea (conflitos territoriais de raiva e identidade).

Os tiques motores, como o balanço e outros movimentos repetitivos do corpo, apontam para uma constelação do córtex motor e conflitos de “ sentir-se preso”.

A constelação autista se manifesta como uma compulsão para se retirar. O objetivo da retirada social é permitir que o indivíduo lide melhor com os conflitos.

Quanto mais forte a constelação, menor se torna o mundo e o espaço em que a pessoa autista se sente segura.

Mutismo, que é a recusa definitiva dos autistas em se comunicar com os outros. Crianças com o chamado “mutismo seletivo” são capazes de conversar normalmente, por exemplo, com membros da família, mas se recusam a falar na escola ou com estranhos.

Os conflitos motores já podem ocorrer durante o processo de nascimento, quando o bebê se sente preso no canal do parto.

Como lidar com uma criança autista?

Seguem 3 dicas para lidar com uma criança autista:

1.Saiba o que realmente causou todos os sintomas do autismo infantil

Você deve saber o que ocorreu antes da criança começar a responder dessa forma.

Eu conheci uma criança em que os dois eventos mais impactantes de sua vida foram uma queimadura (que tomou conta da maioria de seu corpo) e o nascimento de sua irmã.

Após esses dois eventos, a criança tornou-se autista. Porém, atualmente apresenta melhoras e está se comunicando cada vez melhor, pois passou a compreender sua situação.

2.Não pense que a criança será assim para o resto da vida

O ambiente determina a expressão dos genes, assim como a piora ou melhora para o que chamamos de doença.

Saiba que a criança pode melhorar em até questão de meses, quando resolvido o evento traumático.

3.Evite contrariedades com a criança

O autista por si só já foi bastante contrariado, então diminua as contrariedades diante da criança.

Não grite e não imponha tantas regras, pois assim, a criança se fechará cada vez mais em seu mundo.

Na aplicação prática da Germânica Heilkunde, cada “sintoma comportamental” deve ser analisado independentemente, a fim de entender sua origem.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre autismo e como lidar com lidar com uma criança autista.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Nova Medicina Germânica.

Quer ter um maior conhecimento da Germânica Heilkunde? Participe da nossa próxima turma Germânica Heilkunde Formação Online.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

Summary
Como lidar com uma criança autista? Saiba dicas
Article Name
Como lidar com uma criança autista? Saiba dicas
Description
Como lidar com uma criança autista? 1.Saiba o que realmente causou todos os sintomas do autismo infantil 2.Não pense que a criança será assim para o resto da vida 3.Evite contrariedades com a criança
Author
Publisher Name
Germânica Heilkunde - Marina Bernardi
Publisher Logo