Saiba sobre cárie e doenças periodontais

Neste artigo vou falar sobre a cárie e doenças periodontais pela visão da Medicina Germânica Heilkunde.

O que são doenças periodontais? São as chamadas doenças relacionadas à gengiva. Incluindo a gengivite e a periodontite, que são as condições mais comuns diagnosticadas.

Ao contrário da crença popular, a placa dentária não causa cáries. Acredita-se também que a placa causa além de cárie dentária, a gengivite (inflamação das gengivas). 

Essas teorias, no entanto, não podem explicar porque as cáries ou gengivites ocorrem no lado direito ou esquerdo da boca, ou porque as cáries se desenvolvem em um dente muito específico, ou até mesmo porque afetam os dentes da frente ou molares e outras questões.

A Medicina Germânica Heilkunde apresenta um novo insight sobre a causa da doenças, inclusive as “doenças dentárias”. De acordo com o Dr. Hamer, a maioria das “doenças” são originadas através de um conflito biológico (evento inesperado, traumático e vivido em solidão) que ocorre na vida de uma pessoa.

Qual é o conflito biológico relacionado aos dentes?

Cárie e doenças periodontais pela Germânica Heilkunde

O conflito biológico ligado à dentina é o de “não poder morder”, seja literalmente (ser incapaz ou ter dificuldades de manipular alimentos) ou figurativamente, no sentido de não poder “morder” ou “atacar” um oponente, porque o indivíduo está em uma posição mais fraca. 

Por exemplo, fisicamente mais fraco como:

  • Uma criança em relação a outra criança maior ou um adulto;
  • Uma mulher em relação a um homem;
  • Um cachorro pequeno em relação a um cachorro grande;
  • Em uma posição mais fraca no local de trabalho (um funcionário em relação ao chefe ou um colega em uma posição superior);
  • Uma pessoa na escola (um aluno em relação a um professor ou um professor em relação ao diretor);
  • Uma pessoa na família (um filho em relação a um dos pais ou a um irmão mais velho; um novo cônjuge ou parceiro em relação a um enteado);
  • Em uma posição mais fraca em relação a uma autoridade (funcionário do governo, policial, médico, juiz, gerente de banco).

A discriminação, opressão política, abuso (físico, sexual ou verbal), punições, restrições, provocações ou repreensões criam situações que podem desencadear um conflito de mordida. 

O conflito é vivenciado como não ser capaz de contra-atacar ou lutar contra alguém em defesa (“mostrando os dentes”), é como se fosse uma agressividade contida

Brigas verbais e discussões constantes com um membro da família são conflitos clássicos de mordida. O conflito de mordida relacionado ao osso dentário é um tipo de conflito de autodesvalorização. 

Dentes pouco atraentes, devido à má higiene dental, também podem causar um conflito relacionado à dentina. O conflito de mordida associado aos ossos da mandíbula é percebido como mais intenso. 

Localização dos dentes

Quais dentes são afetados pelo conflito de mordida é determinado pela percepção individual da situação de conflito em correspondência com a função específica dos dentes.  

Os incisivos (dentes da frente) são usados ​​para morder e cortar alimentos. O conflito de mordida relacionado é o de “não poder morder, morder alguém ou mostrar os dentes”.

Os caninos (no canto) são usados ​​para agarrar e rasgar os alimentos. O conflito de mordida relacionado é o de “não poder dominar uma pessoa”.

Os molares (na parte de trás) são usados ​​para triturar e mastigar alimentos. O conflito de mordida relacionado é o de “não poder triturar um oponente (mastigá-lo e cuspi-lo)”.

Se os dentes afetados são do lado direito ou esquerdo da arcada dentária é determinado pela lateralidade da pessoa e se o conflito está relacionado com mãe e/ou filho ou parceiros.

Por exemplo, uma mulher destra poderá desenvolver uma alteração dentária no(s) dente(s) do lado direito se o conflito de mordida estiver relacionado a seu chefe e no lado esquerdo se estiver relacionado a sua mãe.

Fase ativa do conflito

A perda excessiva de dentina devido à atividade de conflito duradoura destrói as estruturas internas do dente, resultando na quebra do dente. 

Sem suprimento de sangue para a polpa, o dente começa a necrosar por dentro. Se a mandíbula for afetada, o osso da mandíbula descalcifica (osteólise). 

Com atividade de conflito prolongada, o colo do dente fica visivelmente mais longo, as gengivas retraem e o dente fica solto e instável. Consequentemente, as gengivas rasgam facilmente causando a gengivite.

A degeneração da estrutura periodontal é chamada de periodontose. Tendo o risco de o dente cair.

Fase de cura

Na fase de cicatrização, as cavidades do dente são preenchidas novamente com calo dentinário produzido por odontoblastos na polpa. O calo mole eventualmente endurece.  

Todos os órgãos que derivam do novo mesoderma, incluindo a dentina, apresentam a finalidade biológica ao final da fase de cicatrização . 

Após a conclusão do processo de cicatrização, o órgão ou tecido está mais forte do que antes, o que permite estar mais bem preparado para um conflito do mesmo tipo.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre cárie e doenças periodontais pela Medicina Germânica Heilkunde.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Medicina Germânica Heilkunde.

Atenção! Inscrições abertas para a Formação Online Germânica Heilkunde. >>>Saiba mais sobre a formação clicando aqui.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.