Autismo na Nova Medicina Germânica

Autismo na Nova Medicina Germânica

Saiba sobre conflitos biológicos no autismo

Autismo na Nova Medicina Germânica

Nesse artigo, iremos a abordar o autismo a partir da perspectiva da Nova Medicina Germânica, compreendendo assim o estado autista.

O que pode ser definido como autismo? O autismo é semelhante a um estado de catatonia, onde a criança vive num estado como se estivesse trancada em sua própria bolha privada.

Segundo a Nova Medicina Germânica, distúrbios emocionais como o autismo envolvem múltiplos choques biológicos de conflito em metades opostas do cérebro, que são chamadas de constelações. Ou seja, um conflito ativo em cada hemisfério em oposição direta. Imagine uma constelação de estrelas no céu noturno.

Pesquisas de Dr. Hamer revelaram o cérebro, mostrando que uma verdadeira constelação de autismo envolve um conflito ativo no relato cerebral laríngeo (um susto ou medo) combinado com um conflito ativo no estômago relé cerebral (uma raiva territorial). Essas constelações sempre criarão psicoses únicas dependendo de sua seqüência e combinações.

Exemplo de conflito biológico no autismo

Quando uma criança passa pelo divórcio dos pais, ela é ‘’transportada’’ de um lado para o outro, com a mãe ou com o pai e ainda pode sofrer bullyng de um valentão na porta do colégio (uma agressão).

Os sintomas do verdadeiro autismo fazem sentido e claramente não são uma escolha consciente por parte da criança. Devido aos duplos conflitos que o afetam, a criança sente agora que a melhor opção é retirar-se e desligar-se do mundo.

Muitas vezes o conflito de raiva desempenha um papel proeminente na constelação maior.

Podemos verificar, às vezes, comportamentos adicionais (constelações de conflito) fundidos no quadro clínico.Por exemplo, um conflito de audição dupla (quando você espera para ouvir e não acredita no que acabou de ouvir), apresentando-se como um fechamento auditivo.

Os conflitos biológicos envolvidos sempre afetarão os relés cerebrais territoriais no córtex cerebral. O córtex cerebral esquerdo é o reino territorial feminino, enquanto o córtex cerebral direito é o reino territorial masculino.

Dr. Hamer nos mostrou que o hemisfério masculino ou direito é responsável pela depressão quando faz parte de uma constelação maior, referindo a sentir-se desmotivado e introspectivo. O hemisfério feminino ou esquerdo, mania quando faz parte de uma constelação maior, referindo-se a um sentimento semelhante de sentir-se motivado e energizado para a expressão maníaca clássica.

Quando em constelação, se a maior massa ou peso de atividade de conflito está no hemisfério direito, a criança será depressiva autista (extremamente retirado e vai olhar para longe na distância), quando da esquerda, maníaco autista (extremamente ativo).

Conclusão

Identificar o conflito biológico causativo necessita trabalhar com e através dos pais como substitutos. Uma vez que um ou ambos os pais estão com a criança em todos os momentos, de modo que estão muitas vezes sintonizados em qualquer choque biológico que a criança pode ter experimentado. Quando este não é o caso, pode tornar-se necessário manipular ou “refrescar” o ambiente da criança, a fim de trazer a resolução.

Gostou do artigo? Compartilhe com outros profissionais da saúde ou com um amigo querido que poderá ajudar.

Conheça ainda mais a Germânica Heilkunde através do nosso ebook:

Nova-medicina-germanica-pdf

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

1 Comentário

  1. Silvania T Silva

    E em relação ao Défict de Atenção?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

  • Hoje é  aniversário  dele❤
Um anjo abençoado que entrou em minha vida e acreditou em mim.
Porque uma simples atitude pode mudar toda sua vida?Com 3 meses de namoro ele investiu em mim. Eu não  tinha dinheiro pra fazer o curso de Microfisioterapia, há  10 anos atrás. Ele pagou. E a partir disso as portas só  se abriram. Se não  fosse por ele, pode apostar, eu não teria conquistado a maior parte das coisas que já conquistei.
Ele é  meu apoio diário, e minha alegria.
Amor que sua bondade e alegria nunca deixem de estar presente em sua vida. Sua motivação  é  algo cativante e que deve ser cultivada sempre.
Que Deus ilumine seus caminhosNós  te amamos 👼❤👪🐶
Feliz aniversário
  • Meu bebê chora muito, o que fazer?😱 Será que é fome? Dor de barriga? Hora de trocar a fralda?Existem vários motivos para seu bebê chorar excessivamente, porém..... Existe 01 MOTIVO ESPECIAL que você precisa saber!Mesmo em casos em que a gravidez foi super tranquila, o bebê ainda assim pode passar por algum CONFLITO como, por exemplo, ele pode ter se sentido muito apertado dentro da barriga, pode ter escutado barulhos que não gostou, etc.Como resolver isso?Seguem 03 DICAS para ajudar seu bebê a parar de chorar excessivamente: ✔️1.ACEITAR
Não julgue ou compare seu filho com outros bebês, aceite ele como um ser único e sua forma de se expressar.Cada bebê tem sua forma de perceber e sentir as coisas ao seu redor e, dependendo da forma que ele vive essa experiência, seu corpo pode responder através o choro excessivo. ✔️2.ENTENDER
Entenda que o fato do bebê chorar muito pode estar diretamente relacionado com conflitos que aconteceram ainda na barriga da mãe.O que para uma mãe pode ser tranquilo, para seu bebê dentro da barriga pode ser altamente desconfortável.Imagine que cheguem visitas em sua casa e que, apesar da mãe estar se divertido, conversando e escutando música junto com seus amigos, essa situação pode ser uma experiência desconfortável para o bebê.As músicas e as vozes que ele escuta podem estar altas demais e dependendo do tom das vozes pode até parecer ameaçador para ele. ✔️3.ACOLHER
Depois de aceitar e entender, é hora de acolher seu bebê com muito amor para ajudá-lo a superar o conflito que passou e resolver a causa do choro excessivo de uma vez por todas.Quando o bebê precisa da mãe e não encontra o apoio necessário, ele continua com o conflito e o choro excessivo é uma forma de mostrar isso.Quando a mãe aceita, entende e acolhe seu bebê ele se sente seguro e amado e, muitas vezes, é tudo o que ele precisa para mudar seu comportamento, parar de chorar e ficar tranquilo.Gostou então compartilhe com alguém que precisa saber disso!
  • Você deve fazer isso para se tornar expert em Germânica Heilkunde😍

Siga-me!!!