Artrite segundo a Germânica Heilkunde

Artrite segundo a Germânica Heilkunde

A artrite é uma condição reumática que causa inflamação e dor nas articulações.

A forma mais comum de artrite é a osteoartrite. Outras condições reumáticas comuns relacionadas à artrite inclui gota, fibromialgia e artrite reumatoide. 

Essa condição afeta mais adultos acima dos 65 anos, mas pode afetar pessoas de todas as idades, incluindo crianças.

Segundo a medicina tradicional, a artrite não tem uma causa definida, tendo ligação com lesões, metabolismo anormal, constituição genética, infecções e disfunção do sistema imunológico.

Os sintomas geralmente envolvem dor, rigidez e inchaço nas articulações e ao seu redor.

Visão da Germânica Heilkunde em relação a artrite

Artrite segundo a Germânica Heikunde

De acordo com a Germânica Heilkunde, a artrite surge na fase de cura de um “conflito de autodesvalorização”.

Um conflito de autodesvalorização é aquele em que a pessoa é obrigada a fazer o que não quer ou não é capaz de fazer o que quer.

Um conflito muito grave de autodesvalorização afetará os ossos, um conflito de nível médio afetará a cartilagem e os linfonodos, e um conflito de nível menor afetará os vasos sanguíneos e o tecido conjuntivo.

Joelhos e pernas tem relação com conflito de desempenho físico, por exemplo, um atleta que experimentou uma perda de valor próprio devido a um fraco desempenho atlético durante um jogo, comentários humilhantes por um instrutor ou não cumprimento das expectativas do treinador.

Quando a artrite se torna crônica?

Quando passamos a entender o que está acontecendo com o nosso corpo, compreendemos o que ocorre na fase ativa do conflito e temos consciência de que aquela dor irá passar.

Mas no momento que ocorre um segundo conflito de autodesvalorização, quando a dor artrítica impede uma pessoa de funcionar da maneira que era antes, a artrite torna-se crônica.

Além disso, medicamentos anti-inflamatórios têm um impacto biológico de levar uma pessoa de volta à fase ativa do conflito, pois são agentes simpaticotônicos e não suportam o estado vagotônico do sistema nervoso. Com isso, a cura é potencialmente mais lenta.

O ciclo vicioso ocorre se uma pessoa não sabe o que está acontecendo e pensa que está piorando.

>>>Baixe ebook gratuito: A medicina germânica e seu poder de cura

Estudo sobre emoções e artrite reumatoide

A estrutura de personalidade e motivação do inconsciente de um grupo de pessoas com artrite reumatoide foram interesse da pesquisa de Mueller e Lefkovits (1956).

Foram utilizados testes projetivos para avaliar a estrutura de personalidade e motivação inconsciente desse grupo de pacientes com artrite reumatoide, comparando-os com um grupo controle.

Os resultados indicaram que os indivíduos com artrite tendiam mais a dirigir emoções negativas para dentro de si ou evitar e encobrir situações frustrantes, do que expressá-las.  E que primitivos conflitos parentais continuavam exercendo efeitos inconscientes, resultando em uma integração defeituosa da personalidade.

Posteriormente, os referidos autores em conjunto com Bryant e Marshall (1961) procuraram verificar a existência de diferenças psicológicas em relação a situações estressantes, resultantes de diversos fatores sociais e econômicos entre pacientes com e sem artrite reumatoide.

A pesquisa revelou maior incidência de reações psicofisiológicas (sintomas psicossomáticos, hipocondria e astenia) nos indivíduos com artrite, mostrando maior hostilidade contida.

Os pacientes reumáticos, comparados aos de controle, estavam mais “pobremente equipados psicologicamente” para manobrar situações estressantes e apresentavam sintomas neurocirculatórios e reações de choque.

Com isso, em ambas as pesquisas (de 1956 e 1961), os investigadores concluíram que os pacientes com artrite reumatoide tendem a evitar ou encobrir situações frustrantes e estão inclinados a suprimir ou reprimir seus sentimentos em tais situações.

Fonte de estudo: https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/9762/000057299.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre a visão da Germânica Heilkunde em relação a artrite.

Achou útil o artigo? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Nova Medicina Germânica.

Quer ter um maior conhecimento da Germânica Heilkunde? Participe da nossa próxima turma Germânica Heilkunde Formação Online.

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.

Summary
Artrite segundo a Germânica Heikunde
Article Name
Artrite segundo a Germânica Heikunde
Description
De acordo com a Germânica Heilkunde, a artrite surge na fase de cura de um "conflito de autodesvalorização".  Um conflito de autodesvalorização é aquele em que a pessoa é obrigada a fazer o que não quer ou não é capaz de fazer o que quer. Um conflito muito grave de autodesvalorização afetará os ossos, um conflito de nível médio afetará a cartilagem e os linfonodos, e um conflito de nível menor afetará os vasos sanguíneos e o tecido conjuntivo. 
Author
Publisher Name
Marina Bernardi - Germânica Heilkunde
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

  • A segurança que um adulto tem sempre será influenciada pelos primeiros anos de vida. É nossa papel como profissionais da saúde, passar o conhecimento a esses pais para que os mesmos proporcionem uma SAÚDE MENTAL e FÍSICA para seus filhos, por toda vida.👆 ⠀ #marinabernardi #germânicaheilkunde #novamedicinagermânica #5leisbiológicas #5leisdedrhamer #autocura #natureza
  • Sobre ajudar seu paciente a se curar sem medicação. 😍 Bora Terapeutas!
  • Gente eu não aguento tamanha fofura ❤ primeira vez com o Papai Noel. Te amo meu filho @mauromequelussi #AnthonyGabriel #soumãe #sougrata #teamofilho

Siga-me!!!