O que é a apraxia de fala na infância?

Neste artigo vou falar sobre a apraxia de fala na infância segundo a Medicina Germânica Heilkunde. E também sobre sua diferença em relação ao autismo.

Apraxia de fala na infância é uma condição onde ocorre o distúrbio motor da fala, que dificulta a fala das crianças. 

As crianças que apresentam o diagnóstico de apraxia de fala geralmente têm uma boa compreensão da linguagem e sabem o que querem dizer. No entanto, elas têm dificuldade em aprender ou realizar os movimentos sequenciados complexos que são necessários para a fala inteligível.

De acordo com Dr. Hamer, as chamadas “doenças” são originadas através de um conflito biológico ( evento inesperado, traumático e vivido em solidão) que ocorre na vida de uma pessoa.

Qual é o conflito biológico relacionado a apraxia de fala?

A apraxia de fala envolve a área de Broca (centro da laringe), que é responsável pela fala e está inserida no relé cerebral dos músculos laríngeos (no hemisfério cortical esquerdo). 

O conflito biológico específico ligado ao centro de Broca é uma incapacidade de falar ou conflito mudo, vivenciado como um susto agudo e “sem palavras de medo”. 

Durante a fase ativa do conflito, isso causa o comprometimento da fala, justamente, dificuldades na formação de palavras. A condição atinge PCL-A, mas normaliza após a crise epileptóide.

Apraxia de fala na infância

Apraxia de fala na infância pela Germânica Heilkunde

Quando a criança tem conflitos de medo e susto, podendo ser até uma ameaça territorial, é como se ela bloqueasse essa área, ficando um foco ativo que chamamos de Foco de Hamer.

Enquanto não desativar ou resolver esse conflito de medo e susto que a criança passou, isso se torna ativo.

Com isso, precisamos agir para resolver o conflito, sendo necessário fazer uma minuciosa investigação e compreender o que causou esse medo e susto.

Esse conflito de medo e susto pode ter sido gerado através de situações como algo que aconteceu com a mãe da criança ou problemas ocorridos durante a gestação. 

Também pode ter mais de um conflito envolvido, devendo o terapeuta fazer uma análise, saber se a criança é destra ou canhota e direcionar a mãe para que a criança se sinta segura.

A criança precisa se sentir segura para conquistar essa fala normal, porque ela passou por algum conflito de medo que ainda está ativo. Descobrindo o que ocorreu de fato, podemos desativar o conflito.

Biologicamente falando, quando levamos um susto é como se “trancássemos a fala”, ou seja, é a nossa natureza nos protegendo desse medo. Se tratando de uma criança, ela precisa ficar muda ou calada para proteger seu próprio corpo. 

Qual é a diferença entre apraxia de fala na infância e autismo?

O Transtorno do Espectro Autista de acordo com a Medicina Germânica Heilkunde é uma combinação de constelações ligadas a diversos conflitos biológicos.

Conflitos biológicos relacionados à constelação autista são: conflito de raiva territorial, conflito de medo e susto, conflito de medo territorial, conflito de identidade. Isso dependendo do gênero, lateralidade e status hormonal .

Se a área de Broca também for afetada, o autista desenvolve, além do comportamento autista, deficiências na fala, como tiques vocais.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido sobre a apraxia de fala na infância de acordo com a Medicina Germânica Heilkunde.

Considerou o artigo útil? Compartilhe esse artigo para que possamos ajudar mais pessoas a terem conhecimento sobre a Medicina Germânica Heilkunde.

Quer saber mais sobre como você pode enxergar além e encontrar a real causa das doenças nas crianças para promover a verdadeira cura em seus pacientes ou em seus filhos?

>>>Confira agora o livro digital: A Leitura dos Sintomas das Crianças. 

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.