Existem doenças genéticas para a Nova Medicina Germânica?

Dr. Hamer e doenças genéticas

Existem doenças genéticas para a Nova Medicina Germânica?

Através desse artigo, vamos esclarecer se existe o conceito de doenças genéticas para a Nova Medicina Germânica.

A teoria da origem genética das doenças é uma das doutrinas mais firmemente sustentadas pela medicina atual.

Todas as teorias médicas, sejam convencionais ou “alternativas”, do passado ou atuais, baseiam-se no conceito de que as doenças são disfunções do organismo. As doenças são pensadas para ser causadas por micróbios patogénicos, as células cancerígenas malignas, as mutações defeituosas do gene, um sistema imune fraco, as toxinas ambientais, os poluentes eletromagnéticos, uma dieta deficiente, obesidade, deficiências nutritivas e outras.

A ciência médica afirma que o câncer é provocado por erros na replicação do DNA, fazendo com que as células gradualmente mudem de células normais para “anormais” e finalmente para células “malignas”. O mapeamento dos genes do câncer é um dos mais recentes empreendimentos da medicina moderna.

A descoberta inovadora de Dr. Hamer de que as doenças não são desordens sem sentido, mas na realidade são processos biológicos significativos que tentam salvar um organismo em vez de destruí-lo e suas descobertas de que as doenças não são erros da natureza criados para apoiar um indivíduo durante o sofrimento emocional, transformam o conceito de medicina que conhecemos.

Dr. Hamer foi o primeiro a investigar a causa das doenças, tendo o cérebro como foco. O cérebro controla todos os processos no corpo. Ao comparar a tomografia computadorizada de cérebros de seus pacientes com seus registros médicos e suas histórias pessoais, ele descobriu que um trauma emocional ou “choque de conflito” (DHS como ele o denominou) deixa uma marca visível exatamente na mesma área do cérebro que controla a doença.

Com base no estudo de dezenas de milhares de casos, ele descobriu que a psique, o cérebro e o corpo constituem uma unidade biológica, codificada com programas biológicos especiais para garantir a sobrevivência.

As pesquisas de Dr. Hamer estão firmemente baseadas na ciência da embriologia. Tendo em conta o crescimento e o desenvolvimento do organismo humano, descobriu que a correlação entre a psique, o cérebro e o órgão correspondente, que ele já tinha firmemente estabelecido estava intimamente ligada às camadas germinativas embrionárias, das quais todos os órgãos e os tecidos do corpo derivam.

Comparando a localização dos relés cerebrais de onde os programas especiais biológicos são controlados com o desenvolvimento embrionário do feto, Dr. Hamer reconheceu que todos os órgãos que derivam da mesma camada germinativa também são controlados a partir da mesma parte do cérebro.

Esperamos que você tenha entendido como a Nova Medicina Germânica enxerga as doenças genéticas.

Gostou do artigo? Compartilhe com outros profissionais da saúde ou com um amigo querido que poderá ajudar.

Conheça ainda mais a Germânica Heilkunde através do nosso ebook:

Nova-medicina-germanica-pdf

Este blog é apenas um blog educativo. As informações e serviços aqui contidos não devem ser interpretados como um diagnóstico, tratamento, prescrição ou cura para a doença. Aqueles que buscam tratamento para uma doença específica devem consultar seu médico para determinar o protocolo de tratamento adequado, correto e aceito antes de usar qualquer coisa que é divulgado nesta página. O material referenciado acima reflete a convicção sincera da Dra. Marina Bernardi sobre esta nova medicina.