Ansiolítico natural: aproveite as propriedades calmantes das plantas medicinais

Grandes descobertas são realizadas através da tecnologia que resulta em inúmeros benefícios para a vivência do ser humano, sobretudo na saúde com a manipulação de medicamentos que em grande parte se tornam rotineiros na vida de alguns. Desta forma, podemos destacar que esta rotina se transforma em dependência e muitas vezes causa situações contrárias ao objetivo desejado.

O que fazer?

Diante das dificuldades existentes no cotidiano com os problemas causados pelo tempo corrido, surgem a ansiedade e principalmente o estresse que em um determinado tempo pode vir a tornar-se em depressão. Entretanto, o método mais indicado atualmente são o acompanhamento médico prosseguindo com medicamentos mais conhecidos como “tarja preta”. Embora apresentem resultados positivos, estes medicamentos produzem efeitos colaterais e torna a pessoa dependente agindo apenas como um paliativo.

Alguns países adotam uma vida sustentável na tentativa de mostra à sociedade a importância da utilização de produtos naturais. No entanto, o senso comum mostra que este costume sempre esteve presente na vida de alguns que continuam a praticar, pois, ao ser comparado com as pesquisas científicas apresentam os mesmos resultados.

Para os males da mente existem remédios naturais que são capazes de obter bons resultados. Contudo, há uma diferença entre fitoterápicos e plantas medicinais. Os remédios fitoterápicos são aqueles que passam por uma análise enquanto as plantas medicinais são utilizadas diretamente como por exemplo no preparo de chás. Todavia, para controlar a ansiedade, ou seja, agir no sistema nervoso central, as substâncias medicinais são chamadas de ansiolíticos.

Alguns dos ansiolíticos naturais contribuem com o tratamento da ansiedade como foi comprovado o tratamento com plantas como a valeriana, passiflora e camomila. Estas plantas reduzem o estado de alerta atenuando o nervosismo através do relaxamento dos músculos. Estes ansiolíticos podem ser usados de duas maneiras: como fitoterápicos ou na forma de infusões calmantes. A erva cidreira também é classificada como um ansiolítico natural e por ser bastante comum, facilita no seu uso.

Sabemos que tudo em exagero se torna prejudicial, todavia, mesmo sendo remédios naturais, os ansiolíticos possuem contraindicações e devem ser avaliados antes de utilizados como por exemplo uma mulher em gestação deve estar atenta aos efeitos de cada planta medicinal, assim como pessoas com problemas cardiovasculares.

As formas de curar de maneira natural são inúmeras, basta que seja adquirido o conhecimento sobre cada planta e sua verdadeira função. A natureza oferece ao ser humano simples métodos, embora seja preciso cautela e determinação para a obtenção de grandes resultados, uma vez que medicamento manipulados contraindo a dependência, insere o ser humano em um universo que dificilmente compreenderá o verdadeiro sentido de viver em harmonia com a natureza e os ansiolíticos naturais podem ser os grandes heróis para combater a ansiedade, estresse e depressão, grandes vilões existentes em nossas vidas.